Saída estratégica

Estamos aqui para quê? Há três meses achava ter a resposta, mas hoje sei que preciso encontrá-la. Sou muito pragmático. O pragmatismo é fundamental para fazer algo acontecer, e essa minha forma de ser sempre foi útil.

Problemas só ocorreram quando tentei agir com pragmatismo para resolver minhas confusões emocionais. Meses atrás, mais precisamente em abril (dia 20), escrevi um texto colocando para fora um pouco desse meu sentimento que era confuso e claro ao mesmo tempo. Essa confusão sempre me incomodou, e tentei resolvê-la com meu clássico pragmatismo. E o resultado?

Magoei as pessoas que amo, fiz meu filho chorar, perdi a mulher da minha vida, perdi minha família, me afastei dos amigos e principalmente dos meus objetivos, que perderam o sentido. Com certeza, estes últimos três meses foram os piores da minha vida. Hoje consigo entender por que muitas pessoas, diante de uma perda como a minha, ou se matam ou ficam loucos.

Por sorte, não fiz nenhuma besteira, mas preciso de uma saída estratégica e, pela primeira vez na vida, minha prioridade será “eu”. Hoje descobri que sempre precisei de um pilar. Tinha três. Um perdi, acho que para sempre; o outro (meu filho), só consigo mantê-lo no pensamento. Sobrou a bicicleta. Por isso, resolvi fazer uma longa e difícil viagem.

Nesta semana parto pedalando por mais de 5 mil quilômetros, ao longo dos quais pretendo passar por quatro biomas: Pantanal, floresta amazônica, cerrado e mata atlântica (veja o trajeto sugerido). Vou sozinho e pretendo viajar da forma mais sustentável possível, gastando o mínimo, contando só com minhas habilidades e a solidariedade de outras pessoas.

Por isso, despeço-me desta coluna, pois não estou preparado para expressar minhas opiniões neste momento. Quem quiser poderá me acompanhar pelo blog bicicreteiro.org. Não sei quanto tempo irá durar, mas o suficiente para que eu possa compreender melhor minha cabeça. Até porque, sei que há um moleque me esperando para que eu possa ser seu pai novamente e em tempo integral, hoje meu único objetivo.

E aos amigos, conto com suas mensagens de apoio, pois essa energia será meu combustível nas pedaladas. Agradeço ao Destak por este espaço e a todos que me acompanham há mais de um ano. Abraços e um até breve, com uma cabeça melhor e muita história para contar.

Todas as terças escrevo para o Jornal Destak de São Paulo, na coluna “Seu Destak”. Clique e veja a coluna no site do Jornal.

2 thoughts on “Saída estratégica

  1. daguvasco

    Nada como um tempo livre para por a cabeça no lugar.
    Vá mesmo, se tens a oportunidade aproveite-a.
    Pense, pondere, chore e principalmente se divirta.
    Boa sorte.
    Aquele

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: