Desafio do 6º DBM descendo a Estrada Velha de Santos

O Desafio Bicicletas ao Mar (DBM) consiste em vencer uma grande distância, de bicicleta, que tem como objetivo principal para introduzir os ciclistas iniciantes na prática do Cicloturismo. Por exemplo, em São Paulo, o Desafio é pedalar da capital até a cidade de Santos, um trajeto com cerca de 93 quilômetros. Assista o vídeo abaixo que tenta explicar como funciona o DBM mostrando como foi o Desafio da 6ª edição.

Como vocês ajudam um ciclista iniciante a vencer o Desafio?

Simples, foi criada uma fórmula de treinos que ajudará o ciclista a vencer o Desafio. Os treinos começam cerca de 35 dias antes do Desafio em si, são treinos todas terças, quintas e domingos, sendo que os treinos vão tendo sua dificuldade aumentada com a proximidade do Desafio. Garantimos que aqueles que participarem de pelo menos 70% dos treinos, com certeza vencerão o Desafio sem muitas dificuldades.

Mas ciclistas experientes também são bem vindos, eles poderão participar dos treinos e auxiliar os iniciantes. Aliás, é comum ciclistas que já venceram seus Desafios, voltarem como guias nos DBMs posteriores. Portanto não estranhe se aparecer em sua turma um ciclista com uma camiseta vermelha ou roxa, isso significa que esse ciclista já foi um Desafiante como você um dia e que voltou pra ajudá-lo a vencer seu Desafio.

Mas porque Desafio ao Mar?

O DBM nasceu na cidade de São Paulo e colocamos o “Mar” como um Desafio pois há no inconsciente coletivo dos ciclistas de São Paulo, um desejo incomum de chegar ao Litoral pedalando. A capital do estado de São Paulo está a cerca de 100 quilômetros do litoral e praticamente todo paulistano (morador da capital) tem alguma ligação com o litoral, se não tem casa lá, conhece quem tem, ou sempre que possível realiza o que chamamos de “bate-volta” até o litoral aos finais de semana. Há algumas décadas existia um trem de turismo que dava essa opção, mas atualmente as únicas formas de se chegar ao litoral são de ônibus ou carro, já que oficialmente é impossível chegar ao litoral de bicicleta.

Vários ciclistas a décadas fazem esse trajeto de bicicleta, mas sempre foi um enorme desafio chegar ao litoral pedalando, pois tal façanha só poderia ser realizada de forma clandestina. Pelas rodovias Imigrantes e Anchieta sempre havia o risco de sermos parados pela polícia rodoviária, são vários os relatos de ciclistas que tiveram até seus pneus cortados por policiais. Uma alternativa era o uso da rodovia Caminho do Mar, também conhecida como Estrada Velha de Santos, que após seu fechamento para carros, foi instalada uma guarita proibindo também o acesso do ciclista. Mesmo assim alguns usavam a centenária Calçada do Lorena, ou mesmo desciam pela estrada de madrugada, aproveitando o cochilo do vigia, o autor desse blog já realizou tal façanha algumas vezes uns 20 anos atrás. Atualmente reforçaram a vigilância e hoje é praticamente impossível usar a estrada sem autorização.

O Bicicreteiro (a esquerda), em mais uma descida clandestina em 1998

O Bicicreteiro (a esquerda), em mais uma descida clandestina em 1998

Alguns anos depois alguns ciclistas descobriram a Estrada de Manutenção da Imigrantes, uma pista simples construída durante as obras dessa rodovia e com a ajuda da internet essa opção passou a ser muito utilizada, que inclusive inspirou a criação da Rota Márcia Prado. Com a popularização da Rota, muito graças a eventos anuais organizados pelo Instituto CicloBR a partir de 2009, eventos que chegaram a reunir 10 mil ciclistas numa única edição, motivou o criador desse Blog, (que também é idealizador da Rota Márcia Prado) a criar um evento que capacitasse qualquer ciclista a vencer esse desafio, dessa forma nasceu o DBM, ou Desafio Bicicletas Mar.

Qual é o formato do Desafio?

Do primeiro treino até o dia do Desafio, ocorrem cerca de 15 treinos em média, num intervalo de 35 dias. O DBM tem como foco o ciclista iniciante, ou que o ciclista que está tentando recuperar a forma e precisa de um tempo/estímulo para retornar aos pedais. Mas o ciclista experiente é bem vindo, principalmente se ele entrar no clima e participar com o intuito de ajudar os iniciantes a vencerem o Desafio.

O formato funciona mais ou menos assim, primeiro o ciclista tem que fazer uma avaliação, que consiste em pedalar um curto trecho em subida, o mais rápido que conseguir. Com base em seu tempo (e outras variáveis), ele é classificado entre nível 1 e 4, sendo que o 1 significa que ele é bem condicionado. Dessa forma podemos montar diferentes grupos com ciclistas que possuem um ritmo parecido.

Após as avaliações começam os treinos, são 4 semanas com treinos as terças, quintas e aos domingos. Os treinos as terças e quintas ocorrem a noite, tem duração média de 3 horas, com trajetos que variam entre 20 e 50 km. Nos treinos procuramos trabalhar subidas, o que realmente vai condicionar o ciclista, sendo que no decorrer das semanas sua carga vai ficando cada vez mais difícil.

Já aos domingos ocorrem simulações de cicloviagens que duram o dia inteiro, nesses treinos os ciclistas trabalham volume (treinos duram cerca de 9 horas sendo 6 pedalando em média) e fazem com que eles ganhem experiência em pedalar nas estradas. Tanto os treinos noturnos, como os dominicais, vão ficando mais difíceis com a proximidade do dia do Desafio. Se o ciclista conseguir participar de pelo menos 70% dos treinos e seguir todas as orientações, com certeza conseguirá vencer o Desafio, não importa sua experiência anterior.

dbmtreinodomingo

Já foram realizadas sete edições do DBM e nossa intenção é desenvolver um aplicativo, pois acreditamos que essa será a melhor maneira de popularizar a fórmula do DBM. Para mais informações sobre o aplicativo, clique aqui.

Veja também a História do DBM e os planos para o futuro. Mas caso você queira saber das novidades em primeira mão, ou mesmo ajudar-nos de alguma forma, você poderá entrar no nosso grupo no Facebook.

 

Comments

Bronca(s)

13 thoughts on “Desafio Bicicletas ao Mar

    1. André Pasqualini Post author

      Oi Renata, não sei se você entendeu exatamente a proposta do Desafio mas vou tentar resumir. O Desafio Bicicletas ao Mar consiste em ajudar o ciclista a percorrer a Rota Márcia Prado. Se você nunca ouviu falar nessa rota, leia o link abaixo.

      http://bicicreteiro.org/2012/04/12/dicas-para-o-cicloturista-descer-a-rota-marcia-prado/

      A Rota tem cerca de 100 kms e é considerada de dificuldade média pra alta, com muitas subidas, trechos em terra, além de uma descida que necessita de alguns cuidados.

      O Desafio se propõe a preparar um ciclista iniciante a percorrer essa rota depois de uns 20 treinos em 40 dias. Os treinos vão se intensificando com o passar do tempo, começando bem leves nos primeiros dias e bem difíceis na última semana.

      Se você nunca ouviu falar no Desafio, leia com o máximo de atenção todos os links que eu sugiro e se tiver alguma dúvida mais específica pode perguntar.

      Abs

      André

    1. André Pasqualini Post author

      Não há uma data ainda. O próximo DBM será organizado pela Ong Os Bicicreteiros e após o término do 4º é que devem começar a trabalhar no quinto.
      André Pasqualini

  1. Denise Martins

    Boa noite,
    Tenho interesse em participar do DBM, por favor se possível fazer contato nas próximas inscrições.

    Grata,

  2. Rosalu Fladt Queiroz

    oi bicicreteiro,
    Li seu artigo no estadão, adoraria participar do desafio ao mar. Sou ciclista de speed da USP e da ciclovia nos finais de semana (média de 50 km..). Este trajeto terá que ser de mountain bike,né? Gostaria de saber do calendário de treinos, se possível. Abraço,

  3. Pingback: Como foi o 3º Desafio Bicicletas ao Mar | O Bicicreteiro

  4. Pingback: Alguns números do Desafio Bicicletas ao Mar | O Bicicreteiro

  5. Pingback: RRROCK DESIGN

  6. Pingback: Inscrições abertas para o 3º Desafio Bicicletas ao Mar | O Bicicreteiro

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: