destaqueHomeAppDBM

Atenção, lançamos uma campanha de financiamento coletivo para o Projeto Brasil em Ciclos. Acontece que ajudando o projeto, indiretamente você nos ajudará no desenvolvimento desse aplicativo que inclusive já está em produção. Clique aqui ou no link ao lado e dê sua contribuição, que pode ser a partir de 15 reais. Nos ajude pois com o aplicativo, além de disponibilizarmos o DBM DE GRAÇA, você ajudará a levá-lo para todo o Brasil.

Desde o início da era dos Smartphones corro atrás de um bom aplicativo para os ciclistas sem sucesso. Com o lançamento do DBM e por causa da sua complexa organização, como uma forma de acabar com a cobrança de taxas de inscrições, decidi que era o momento de tentar criar um app, que num primeiro momento irá servir como ferramenta para organização de um DBM, mas que no futuro poderá ser útil a todos os ciclistas.

O problema é que o custo de um aplicativo, fiz alguns orçamentos que variaram entre 15 e 60 mil reais, como já trabalhei com programação, pensei até em tentar aprender e fazer o aplicativo por conta própria, mas no último momento encontrei um parceiro que está me ajudando a tirar o aplicativo do papel, que nesse primeiro momento só terá a versão Android, confira abaixo as fases para a produção do aplicativo.

Fase 1: Registro das avaliações

O que chamaremos de versão Alpha, com ela o ciclista poderá baixar o aplicativo, se cadastrar e realizar sua avaliação de duas formas, uma pedalando por um trajeto pré-definido no aplicativo, ou criando seu trajeto com base nos critérios que pré-estabelecermos. Dessa forma, mesmo ciclistas de fora de São Paulo poderão nos ajudar no desenvolvimento do aplicativo, pois apesar de termos rotas pré-definidas, no futuro queremos criar uma fórmula para que qualquer pessoa contribua com uma rota, desde que ela se enquadre nos parâmetros que definirmos.

Layout09

Nessa fase, caso o ciclista queira ir pedalando do seu local até um ponto para avaliação, iremos sugerir o melhor trajeto até o local, uma funcionalidade que queremos tornar nativa no aplicativo, independente da realização de um DBM. Com base na avaliação dos ciclistas, os classificaremos em níveis que vão de 4 (menos condicionado) até 1 (mais condicionado). Essa mesma categorização vale para os treinos e a lógica será mais ou menos assim. Um ciclista nível 4 terá que realizar ao menos 3 treinos nesse nível no intervalo de uma semana para passar para o nível 3 e assim por diante.

Layout07

Fase 2: Realização de um DBM

Já na segunda fase partiremos para a organização de um Desafio com treinos pré-definidos para todos os ciclistas realizarem, tanto treinos noturnos, como os treinos dominicais. Enquanto aos domingos haverá um único trajeto a ser percorrido por todos, nos treinos noturnos, além do tradicional trajeto saindo a partir do Parque do Ibirapuera, também teremos pontos de partidas de todas as regiões de São Paulo.

Outra possibilidade é que o ciclista de fora de São Paulo poderá realizar um treino por conta própria na sua cidade. Posteriormente faremos uma avaliação do trajeto percorrido e com base na distância, inclinação e gasto calórico, poderemos categorizar seu treino e incluí-lo no aplicativo.

No dia do Desafio, caso não consigamos realizar o trajeto da Rota Márcia Prado, faremos um trajeto que tenha um nível de dificuldade similar ao da RMP.

Demais fases do Aplicativo

No futuro vamos abrir a opção do ciclista realizar um Desafio de forma independente, na data que preferir, sozinho ou convidando um grupo de amigos. Tentar estabelecer uma comunicação entre os ciclistas, disponibilizar detalhes do seu trajeto nas redes sociais, além de criar funcionalidades que serão uteis para o ciclista urbano, mas isso vai depender muito do sucesso do aplicativo

E o DBM Brasil?

O que nos impede de levar essa mesma fórmula para outras cidades brasileiras? Mas e as cidades litorâneas, qual seria o Desafio? O “M” do Desafio Bicicletas ao Mar é um ótimo coringa, pois para as cidades litorâneas pode virar “Montanha”. Aliás tem tudo a ver com o DBM, pois se o DBM tem alguma particularidade é que todos os vencedores perdem o medo das montanhas.

Caso você queira dar alguma sugestão, ou colaborar de alguma forma, até mesmo participando dos testes do aplicativo, entre em contato ou deixe uma mensagem no campo de comentários do blog, pois toda ajuda será muito bem-vinda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *