Curriculo01

Treinamento realizado em 2012 para os agentes da CET-SP realizarem a fiscalização de bicicleta

André Pasqualini é o responsável pelo blog Bicicreteiro.org e um dos pioneiros na prática do Cicloturismo no Brasil, suas primeiras cicloviagens começaram nos idos de 1993 e devido a diversos trabalhos e pesquisas, além dos seus mais de 20 anos de vivência no mundo das bicicletas, se tornou um consultor de mobilidade urbana especializado em bicicletas. É também um atuante defensor do uso da bicicleta como um meio de transporte, além de usar a bicicleta como uma ferramenta de mudança cultural e na forma com que vemos nossas cidades.

Autor de dois livros, é um dos fundadores do Instituto CicloBR, foi Diretor Geral da sua fundação em 2009 até 2011 e atualmente é Vice-Presidente para o Biênio 2015/2017.

Histórico

Vamos resumir numa espécie de linha do tempo contando um pouco do seu envolvimento no mundo das bicicletas. Em 1993, aos 19 anos, começou a se dedicar a prática do Cicloturismo. Em 1996 realizou sua primeira longa viagem pedalando de São Paulo até a Ilha do Cardoso, nos limites dos estados de São Paulo e Paraná.

Em 1997 realizou sua primeira cicloviagem quando em 15 dias, pedalou 1.184 kms beirando o Rio Tietê, desde sua nascente em Salesópolis até sua foz no Rio Paraná. Em 2001 criou o site CicloBR, que a princípio tinha como objetivo divulgar viagens de cicloturismo. 2004 fez uma segunda viagem pelo Rio Tietê, com o objetivo de registrar as mudanças no Rio nesse intervalo de tempo entre a primeira viagem de 97, além de ser sua primeira tentativa de registrar a Cicloviagem em tempo real.

Cicloviagem pelo Rio Tietê em 2004

Cicloviagem pelo Rio Tietê em 2004

A partir desse mesmo ano, passou a usar o CicloBR como um canal de notícias a respeito do ciclismo urbano, além de um canal para divulgação de eventos ativistas pró mobilidade urbana sustentável.

Em 2009, ainda como ativista, em parceria com a SPTrans de São Paulo, elaborou um treinamento para os motoristas de ônibus com o intuito de reduzir o número de mortes de ciclistas na cidade. Após esse treinamento, o número de acidentes fatais chegou a reduzir cerca de 70%.

No mesmo ano de 2009, aconteceu a fundação do Instituto CicloBR de Fomento à Mobilidade Sustentável, quando cedeu os direitos da marca “CicloBR” para essa associação que acabara de ajudar a fundar e foi eleito Diretor Geral. No mesmo ano trabalhou na criação da Rota Márcia Prado e da organização do Evento anual.

Entre os anos de 2009 e 2010, escreveu uma coluna semanal no Jornal Destak de São Paulo. Já em 2010, ainda como Diretor do CicloBR, criou o SOS Bike numa parceria com o Movimento Conviva da Bradesco Seguros. Atualmente possuem uma equipe com cerca de 80 ciclistas que dão apoio mecânico aos usuários da Ciclofaixa de Lazer de São Paulo.

Em novembro de 2010, principalmente motivado por mudanças em sua vida pessoal, realizou uma cicloviagem sabática que batizou de Projeto Biomas, quando em 106 dias, pedalou por quase 7 mil quilômetros, passando por 4 Biomas Brasileiros, Pantanal, Mata Atlântica, Cerrado e Amazônia.

DSC00845

Parque do Jalapão – 2011

Desde 2009 vinha realizando trabalhos como consultor de mobilidade urbana especializado, realizou trabalhos tanto para a Prefeitura de São Paulo como para a Secretaria de Transportes Metropolitanos do Estado, sempre de forma voluntária. Entre eles vale destacar o treinamento para Agentes da CET realizarem suas patrulhas de bicicleta, além de uma consultoria ao Metro de São Paulo para resolver os problemas quanto a interdição da Ciclovia da Marginal Pinheiros devido as obras do Monotrilho.

Em 2012 criou o Evento Desafio Bicicletas ao Mar (DBM), um evento que consiste numa fórmula de treinos com duração de 45 dias, onde qualquer ciclista consegue vencer um grande Desafio, que em São Paulo é percorrer a Rota Márcia Prado, rota com cerca de 100 km que liga as cidades de São Paulo a Santos, não importa seu nível de condicionamento físico ou experiência na prática do ciclismo.

Estrada Velha de Santos durante o 6º DBM

Estrada Velha de Santos durante o 6º DBM

Foram realizadas 6 edições do Desafio, com uma participação de aproximadamente 800 ciclistas. Atualmente André está concentrando seu trabalho na produção de um aplicativo para que qualquer ciclista, de graça, consiga realizar e vencer o Desafio, além de implantá-lo em outras cidades brasileiras.

Ainda em 2012, junto com os participantes dos DBMs, criou a Campanha Bicicletas de Natal que tinha como objetivo receber doações de bicicletas para recuperá-las e doá-las em comunidades carentes. Já foram realizadas 3 edições da Campanha, beneficiando cerca de 450 crianças.

Campanha Bicicletas de Natal de 2012

Campanha Bicicletas de Natal de 2012

A partir dessa campanha nasceu o Projeto Bike Viva, uma forma de transformar esse campanha em um projeto permanente, atualmente esse projeto está em negociação para ser implantado na cidade de São Paulo.

Já em 2015, André retornou ao Instituto CicloBR e agora é o atual Vice-presidente da gestão 2015/17.

Abaixo uma relação com a descrição dos principais projetos já realizados pelo idealizador do Blog Bicicreteiro.org.

Treinamento dos Motoristas de ônibus de Recife e Maceió – Fevereiro a Abril de 2014

Em janeiro de 2014 Andre finalizou uma segunda versão desse treinamento que foi repassado a cerca de 2500 motoristas de ônibus urbanos das cidades de Recife e Maceió.

Metrô de São Paulo Consórcio Monotrilho – Outubro de 2013

Devido às obras da linha Ouro do Monotrilho de São Paulo, houve a necessidade de interdição de um trecho significativo da Ciclovia da Marginal Pinheiros. André foi convidado pelo Metrô de São Paulo e os ajudou na elaboração de uma solução. Foi construída uma nova Ciclovia com cerca de 10 quilômetros na margem oposta do Rio Pinheiros, sendo que a transposição do Rio é feita pela ponte João Dias e por acessos provisórios junto a Ponte Cidade Jardim.

Campanha Marítima Bom te ver de Bike – Setembro de 2013

Consultoria numa campanha realizada pela Seguradora Marítima tanto para produção de material didático para a campanha (elaboração de Cartilha para os ciclistas), bem como a organização de dois passeios ciclísticos, um em São Paulo e outro no Rio de Janeiro para cerca de 300 ciclistas, onde o tema dos passeios foi a História dos Trilhos no Brasil.

Cicloviagem Rota da Neve – Junho de 2012

Cicloviagem com mais de 1000 quilômetros pelas Serras Gaúchas e Catarinenses, passando por lugares como a Serra do Corvo Branco e Itaimbezinho no Parque Aparados da Serra.

Treinamento de agentes da CET de São Paulo – Maio de 2012

Devido implantação de um sistema de 12 quilômetros de Ciclofaixas e Ciclorotas no bairro de Moema em São Paulo, Pasqualini criou um treinamento para capacitar os agentes da CET a realizarem o patrulhamento na região de bicicleta.

Matéria no G1

Mapa e Ciclorrotas da cidade de São Paulo – Fevereiro de 2012

Consultoria ao CEBRAP na produção do Mapa de Ciclorrotas da cidade de São Paulo, com informações sobre cerca de 200 dos 400 quilômetros de rotas mapeadas pelo Instituto.

Cicloviagem do Projeto Biomas – Novembro de 2010 a Fevereiro de 2011

Cicloviagem onde em 106 dias pedalou quase 7000 quilômetros pelo Brasil passando por 4 Biomas Brasileiros (Pantanal, Mata Atlântica, Cerrado e Amazônia) e 4 Parques Nacionais (Chapada dos Guimarães, Chapada dos Veadeiros, Parque do Jalapão e Serra da Canastra), maiores detalhes sobre essa viagem no link abaixo.

Sistema Cicloviário de Moema – Maio de 2010

Em parceria com a empresa TCUrbes, elaborou um plano Cicloviário com base em Ciclofaixas e Ciclorrotas experimental para o bairro de Moema e doou o plano a prefeitura de São Paulo.

Criação da Rota Márcia Prado – Dezembro de 2009

Elaborou o mapeamento da Rota Márcia Prado, Rota Cicloturística com 100 quilômetros de extensão que liga as cidades de São Paulo e Santos, batizada em homenagem a Cicloativista Márcia Prado, morta atropelada por um ônibus em janeiro de 2009 em plena Avenida Paulista. Ainda foi o criador do Evento Rota Cicloturística Márcia Prado, uma pedalada coletiva pela Rota que em sua primeira edição, em dezembro de 2009, reuniu mil ciclistas.

Treinamento Motoristas Convivendo com Ciclistas – Junho de 2009

Primeira versão do treinamento para motoristas que foi doado a SPtrans em junho de 2009. Na ocasião ocorreu a capacitação de multiplicadores de aproximadamente 50 garagens de ônibus da cidade e posteriormente repassado para 30 mil motoristas de ônibus. Atualmente esse treinamento é obrigatório para todos os novos motoristas de ônibus que pretendem trabalhar no sistema municipal da cidade de São Paulo

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,motoristas-de-onibus-tem-aula-pro-ciclistas–,865425,0.htm

http://globotv.globo.com/rede-globo/radar-sp/v/reciclagem-de-motoristas-de-onibus-provoca-a-diminuicao-de-mortes-envolvendo-ciclistas/1918714/

Comments

Bronca(s)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: