Liberdade e solidariedade

image

Tudo que eu quero contar nessa viagem é com a liberdade de mudar meu rumo e com a solidariedade das pessoas.

Acredito muito nas pessoas, na capacidade do ser humano em ajudar o próximo sem esperar nada em troca e um dos motivos que me levou a fazer essa viagem foi o resgate dessa prática, pois tinha certeza que algumas pessoas iriam aparecer no meu caminho e mudar o meu destino.

Saí de Iacanga com o objetivo de chegar em Borborema, pedalei uns 20 kms até a usina de Ibitinga pela horrivel estrada que pedalei no dia anterior.

image

Assim que consegui cruzar o rio sobre a represa de Ibitinga, passei a procurar alguma rota para poder sair daquela estrada. Passando pela usina, há um trevo onde havia um carro parado.

image

Parei para conversar e perguntar se havia uma outra rota para Borborema, eles desconheciam mas me convidaram para ir com eles até um rancho no tietê e depois me levariam de barco até Borborema.

image

Fui com eles até um belo ranchinho e depois de muito chopp, churrasco e truco acabei resolvendo passar a noite no rancho.

image

Agora estou sentado num pier na beira do Tietê, finalizando e publicando esse texto pois é o único lugar que dá sinal de celular. Daqui a pouco sigo pra Sales fazendo uma perna do passeio de barco por dentro desse maravilhoso rio Tietê.

One thought on “Liberdade e solidariedade

  1. Luciana Amaral

    bom dia!!! vou para Ibitinga na casa de parentes nesse feriado de pascoa!
    Vou levar minha bike e gostara de saber se tem alguma turma por aí pra pedalar!!!! Indicar lugares e trilas bonitas!! obrigada LU

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.