Itapura, a foz do Rio Tietê

image

Essa foi a terceira vez que chego pedalando nessa cidade e das outras vezes, essa chegada sempre significou o descanso, o fim da jornada.

Em 1997, passamos o ultimo dia inteiro, pescando, nadando e até esquiando no Tietê. Em 2004 eu cheguei sozinho ao meio dia, curti a praia e tinha planos de ficar o dia seguinte fazendo imagens do rio. Mas a saudade era tanta que praticamente antecipei a volta em 2 dias. Acho que se eu me basea-se no sentimento que vinha a tona em todas as minhas viagens de bicicleta, muita coisa não teria acontecido.

Voltando, os planos iniciais era vir de ônibus até 3 Lagoas – MS e de lá “continuar” a minha viagem. Mas quando vi que a passagem custava 100 reais, preferi vir pedalando em 3 dias. Depois mudei de idéia novamente e resolvi vir acampando pelas praias do Tietê, até para poder tirar boas fotos e mandar na hora para essa galera que me acompanha.

image

Voltando a minha chegada, saí de Sud Mennucci ao meio dia e pedalei 26 kms até Pereira Barreto pelo asfalto. Legal foi ver uma placa indicando “Praia” a mais de 600 kms do litoral.

image

Aproveitei que havia esquecido de tomar a vacina da Febre Amarela em São Paulo para tomar na cidade.

image

Como queria fazer um trajeto diferente, optei por uma estrada de terra que passa no Bairro Bela Floresta.

image

Fiquei procurando a floresta e nada, só canavial, até que encontrei um pequeno oásis no meio do canavial, belos exemplares de Mata Atlântica no meio do nada. Só de passar entre as árvores, a temperatura deve ter caído uns 5 graus.

image

Logo a frente encontrei uma espécie de vila fantasma, algumas casas com sinal de pessoas, outras completamente abandonadas. Até que encontrei um pessoal retirando uns cocos de uns coqueiros.

Parei para conversar e ganhei uma água geladinha e até uns cocos de presente.

Voltei a pedalar e mais uns 5 quilômetros voltei para o asfalto, agora faltava cada vez menos para Itapura.

image

A última cidade que passei foi Entre Rios, fica bem no alto de uma colina a 12 quilômetros de Itapura. Foi a terceira vez que passei na cidade e pra variar, a terceira vez que parei para tomar uma tubaina.

Segui meu rumo até Itapura, chegando na cidade ainda com sol.

Minha intenção inicial era ficar uns dois dias aqui descansando, mas a ansiedade está demais. Portanto vou logo pra estrada e daqui a pouco cruzo o estado e entro em Mato Grosso do Sul, o segundo dos 8 estados que pretendo passar nessa minha viagem.

Daqui para frente é tudo novidade, vou encarar tão alardeada BR até Campo Grande, com o máximo de cuidado pois tem gente me esperando em casa. Mas não sem antes fazer uns posts sobre as praias de 3 Lagoas. Bora pedalar pois Mato Grosso do Sul promete.

Ah! Vou pedir um favor pra galera dos estados em que passarei. Me consigam uma bandeirinha do estado de vocês, pois gostaria de ter uma bandeira de cada estado. Tomara que vocês tenham mais sorte do que eu, pois em São Paulo, já foi um custo achar uma simples bandeira do Brasil.

3 thoughts on “Itapura, a foz do Rio Tietê

  1. SOUZA

    OLÁ ! AMIGO KI CORAGEM EM SOU SAMPA MAS MOREI EM ITAPURA E AINDA MEUS PAIS E IRMAOS VIVEM POR LA CONHEÇO TDO QUE COMENTOU BELA FFLORESTA ENTRE RIOS
    TRES LAGOAS -MS ETC COMO JOGAVA FFUTEBOL INTERIOR CONHEÇO MUITAS CIDADES
    SUCESSO….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.