O Rastreador via GPS

Uma das novidades dessa minha cicloviagem, sem dúvida é esse rastreador via GPS que estou carregando. Aliás gostaria muito de ouvir os comentários da galera que está me monitorando, pois eu mesmo dificilmente acesso o site (até porque sempre sei onde estou).

O rastreador foi cedido pela Maré GPS e funciona assim. Enquanto estou me preparando eu ligo o aparelho para ele pegar as informações dos satélites. Quem já está familiarizado com aparelhos GPS sabe que as vezes, pode demorar um pouco para ele detectar os satélites.

Então entro no site da Spot e lá eu cadastro uma mensagem do “Estou Aqui”. Essa mensagem pode ir tanto por email ou por torpedo (sms) para pessoas que eu pré cadastrei no site. Também posso cadastrar redes sociais para receberem essa mensagem. Então quando começo o pedal, aperto o botão “OK” uma vez e ele envia a mensagem que eu cadastrei no site para os emails, celulares cadastrados e para o twitter e facebook do bicicreteiro.

Quem já vem acompanhando, pode notar que sempre que começo e termino um trajeto, mando uma mensagem personalizada. Isso porque em todas as cidades que eu parei, sempre havia sinal de celular. Agora por exemplo que vou entrar no Pantanal, dificilmente haverá sinal, portanto eu devo manter uma mensagem padrão como “Iniciando ou terminando um dia de pedal pelo Projeto Biomas”. Nesse caso, quem ver a mensagem deverá supor, de acordo com o horário, se estou partindo ou chegando.

Outra função interessante do rastreador é o “Siga-me”. Essa mensagem do “Estou aqui” manda uma única coordenada e depois que a mensagem é enviada, eu pressiono o botão “OK” por alguns segundos, até a luz verde começar a piscar. Quando isso ocorre, a cada 10 minutos, o próprio aparelho manda a coordenada de onde estou para a página que está linkada aqui ao lado direito, com o nome “Me monitore via GPS”. Nessa página qualquer pessoa poderá ter noção do ponto exato que estou.

Ainda há dois botões importantes, o “Help” e o “911”. Se eu apertar o Help, algumas pessoas que eu cadastrei no site receberão mensagens a cada 10 minutos e saberão que eu tenho algum tipo de problema. Nesse caso, com as coordenadas, eles podem tentar me localizar e prestar socorro.

Agora se eu pressionar o “911”, uma central lá nos Estados Unidos receberá a mensagem, irá primeiro ligar para os telefones cadastrados para saber se eu realmente posso estar precisando de alguma coisa e depois de lá, procurar as autoridades mais próximas e coordenar um possível resgate.

Há também a possibilidade de pagar uma taxa anual e nesse caso, uma central aqui no Brasil prestaria todo o socorro em caso de emergência.

E o mais importante, tudo isso é sinal de satélite, ou seja, mesmo onde não há sinal de celular, se o aparelho estiver ligado, eu sempre poderei enviar os sinais com minhas coordenadas.

Apesar da segurança que esse simples aparelho me proporciona, espero fazer minha viagem inteira somente usando os botões “ON/OFF” e o “OK”, pois apenas eles já fazem uma diferença enorme na viagem.

Para mais informações sobre o aparelho, consultem o pessoal da Maré GPS.

10 thoughts on “O Rastreador via GPS

  1. Iara Keiko

    André, que legal que me respondeu. Infelizmente não havia conseguido mais encontrar este post e só agora vi. Quando me escreveu você ainda ia ter muito chão pela frente, hoje já sei que chegou em São Paulo, já está curtindo o filhote, e cumpriu muito bem o seu objetivo.
    Bom saber que te dei um pouco de força.
    Dia desses estava vendo sobre a inauguração de ciclofaixa da marginal Pinheiros e tenho quase a certeza que é você na foto. Com o Serra, e você está de laranja.
    Um grande abraço.
    Iara

  2. Iara Keiko

    André, escrevo pela primeira vez, mas te acompanho diariamente desde o dia em que você saiu de São Paulo. Sempre na torcida. Muitos momentos emocionantes.
    Todos os dias vou marcando os locais e o horário no Google Earth que fica no meu computador. Aproveito e vou olhando as fotos suas e do google para conhecer os locais. E surpreendo-me com tantas cidades que nunca havia ouvido falar. E quantos lugares que me deu vontade de conhecer.
    Admiro a sua coragem e o seu preparo físico e psicológico. Que continue tendo muita proteção. Abraços.

    1. bicicreteiro

      Obrigado pela mensagem Iara, mas escreva sempre, vocês não tem noção como comentários como esses fazem um bem enorme para mim. Não respondo todos pois perco muito tempo escrevendo cada post do blog, mas leio e me emociono com todos.

      Abraços,

      André

  3. Willian Cruz

    Vinicius, o Latitude é bem legal mesmo, mas no caso da viagem do André tem alguns poréns. Depende de sinal de celular (ou wi-fi) para transmitir a posição, já que roda em um smartphone; não mostra por onde ele já passou, apenas a última posição sincronizada; não fica sincronizando o tempo todo, só quando você ativa a tela do smartphone, por isso a posição fica desatualizada por muito tempo, mesmo que você deixe o Google Maps carregado; a bateria do smartphone vai pro saco rapidinho se você ficar usando GPS e transmissão de dados o tempo todo, o aparelho fica até quente. Sei de tudo isso porque tenho um Motorola Milestone com Android e já fiz vários testes com o Latitude.

    Tem sido bem legal acompanhar o André no mapa. Como trabalho na frente do computador, deixei o link na barra de favoritos e entro nele várias vezes por dia. Quando vejo uma foto que ele mandou no twitter, entro no mapa e encontro, pelo horário, o lugar onde ele tirou a foto. Às vezes dou bastante zoom numa estradinha de terra e fico imaginando como deve ser estar pedalando ali naquele momento. Pena que não dá pra saber bem se ali é uma subida, descida ou plano…

    Se o aparelho tivesse uma câmera integrada pra poder mandar uma foto que ficasse num balãozinho no mapa ao selecionar um dos pontos, seria fantástico. Sei que não é o objetivo principal do aparelho, mas daria uma visibilidade enorme para o serviço e creio que mais gente se interessaria por ele. 🙂

    1. bicicreteiro

      Tem um novo modelo onde no próprio aparelho você escreve uma mensagem e manda pelo “Estou Aqui”, nesse caso, mesmo se no local não tiver sinal de celular, você pode mandar uma mensagem instantânea. Isso vale até para mensagens de socorro. Mas lembrem-se que esse aparelho não usa sinal de celular e sim de Satélite e transmissão de dados via satélite é algo que está engatinhando ainda no mundo inteiro.

      A quantidade de kb que ele precisa mandar para postar uma foto por exemplo, é infinitamente grande perto dos dados de coordenadas que ele manda hoje. Mas isso é algo que num futuro próximo devemos ter no próprio celular que é a conexão de dados via satélite e não via rádio como é hoje.

    2. Tom Bike

      Faço parecido com o @wcruz vou no http://share.findmespot.com/shared/faces/viewspots.jsp?glId=0y5qb4HTWpyqSZGUQqsBItHH1ROC4ZfYN

      Para ver o terreno vou na barra lateral e clico no + do ponto que quero ver. Expande, copio as Coordenadas exemplo “-20.47383 , -54.62299” e colo no Google Earth. Um macete no GE é Ferramentas, Opções, Visualização 3D ; setar Ampliar elevação como 3.

      Dúvidas:

      1. Percebi que o http://share… (me monitore via GPS) do Spot só guarda um certo número de pontos. O percurso todo está sendo agregado em algum lugar?

      2. Tem como importar o vetor inteiro?

      Abraço,

      Oton

  4. Vinicius

    Venho acompanhando a sua saga pelo Twitter e Facebook. Gosto muito de monitoramento via satélite, e a solução da spot é disparada a melhor que encontrei para quando se procura rastreamento direto, sem depender de redes celulares.

    Já para quem tem celulares com plataformas mais modernas e abertas (Android, Symbina, Windows Mobile e iOS) tem o serviço Latitude do Google que é muito bom.

    Parabéns pelos relatos e fotos!

    Boa jornada.

    Vinicius

  5. ecourbana

    Eu entrei no site do SPOT pra te acompanhar, mas foi mais por curiosidade. Confesso que depois não acessei mesmo. Vejo que o aparelho tem mais uso pra emergências, que também espero que você não precise.
    Legal mesmo seria se você pudesse marcar no mapa e ao mesmo mandar uma foto do exato local onde está, em realtime.
    Boa viagem ciclopantaneira, Pasqua!

    Abs,

    JP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.