Matei o Veio do rio

Apesar de saber que não dá para fazer milagres e que nem minha habilidade no Photoshop pode me ajudar nesse momento, pelo menos uma carinha limpa e um corte de cabelo razoável (depois de 4 meses), tenho que apresentar para que meu filho não se assuste quando eu chegar.

Aliás esse post é para avisar que já temos um local para a chegada. Será no Parque das Bicicletas e devemos chegar lá por volta das 17h00 do dia 26 de fevereiro de 2011.

Fica o convite a todos que me acompanharam durante essa longa viagem. Quem não puder fazer uma perna da viagem comigo, pode pintar lá pois não economizarei em abraços. Lá receberei meu filho, meus familiares e amigos. Depois quem quiser está convidado para “bebemorar” em um bar ali perto. O bar ainda não está decidido mas isso nem é problema pois opção é que não faltará.

E quem não conhece o Velho do Rio, dá uma googada pois fica chato para um senhor da minha idade descobrir que está cada vez mais velho. Já disse outro dia que a gente percebe que está ficando velho quando pede para um jovem adivinhar sua idade e ele acerta ou te dá até mais do que você tem. Portanto galera, tenham compaixão com o tio aqui. Abraços e até logo.

5 thoughts on “Matei o Veio do rio

  1. fernando laz

    André 2011 parece que é o ano da bicicleta, por isso estamos aqui…só realizações, quem optou pela bike vai ganhar escute isso!!!! kkkk tudo de bom pra vc e boa volta espero te conhecer e apresentar o projeto que trabalho com os adolescentes (Mecânica de bicicletas).

  2. Pingback: Tweets that mention Matei o Veio do rio | O Bicicreteiro -- Topsy.com

  3. Wadilson

    Vamos lá pra te dar um abraço, André, pó de chá….

    E diz uma coisa.. tanta coisa pra contar, que não coube no blog .. não vai dar uma palestra contando um pouco dessas histórias, desses causos?
    Eu mesmo tenho muitas perguntas, sobre montes de assuntos

    []s e t+

    1. bicicreteiro

      Opa, com certeza palestras irão rolar pois realmente não conseguia colocar 10% do que rolava no blog. Mas nesse dia não sei se o espaço que vamos nos encontrar cabe uma palestra, mas não me cansarei de contar as histórias a cada um que me perguntar.

      Mas uma das “consequencias” dessa viagem será um livro e uma palestra audiovisual que irei produzir logo que desembarcar em Sampa. Ou seja, a viagem não acaba no dia 26.

      abs

Deixe uma resposta para Marlene - Americana/SP Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.