Secretário de Esportes cancela o convênio para a criação do Mapa de Ciclorotas

 

 

 

 

 

 

Leia aqui a matéria onde a Secretaria volta atrás da decisão.

Dia 14 de abril de 2011, o ex-Secretário de Esportes Walter Feldman assinou um convênio com o Cebrap para a criação de um Mapa de Ciclo-rotas dentro do Centro Expandido de São Paulo. Eu inclusive fui um dos que assinaram o contrato como testemunha.

O mapa de rotas é uma reivindicação antiga dos ciclistas de São Paulo. Ciclistas mais experientes acabam descobrindo caminhos alternativos, seja para para fugir do tráfego pesado das avenidas, ou por rotas mais planas e mais curtas. Como queremos aumentar o número de ciclistas em São Paulo, procuramos divulgar essas rotas a nossa maneira para que mais ciclistas passem a pedalar. Um dos principais papéis dos Bike-Anjos, antes de colocar um ciclista novo na rua é planejar a sua rota, geralmente consultando esse nosso mapa informal que já existe.

Com a criação dessa base de dados por parte da Prefeitura, essa informação seria dividida com a população em geral, beneficiando milhares de pessoas que estão fora dessa rede de ciclistas mas desejam pedalar. Além disso, esse mapa pode servir como base para que os técnicos da prefeitura criem em curtíssimo prazo, um imenso sistema cicloviário, bem maior que os 100 quilômetros do atual plano de metas. Para se ter uma idéia, apenas eu devo ter mais de mais de 200 quilômetros de rotas mapeadas, isso só no Centro Expandido.

Paris, Londres, Nova York, São Francisco, são exemplos de cidades que possuem mapas de rotas criadas da mesma maneira que São Paulo, consultando ciclistas mais experientes e posteriormente sinalizando essa rede. O Ex-Secretário Walter Feldman batalhou muito para que ele deixasse o convênio com o Cebrap assinado antes de sair, pois se não fosse dessa forma, é bem capaz que seu sucessor não tocasse o projeto, como ocorreu enquanto ele se afastou para disputar a vaga de Deputado Federal em 2010 e seu sucessor não deu prosseguimento no processo. Foi necessário ele retornar para a Secretaria para então o projeto voltar a andar.

Depois da assinatura em abril, o pessoal do Cebrap começou a trabalhar, primeiro reuniram informações de rotas com ciclistas, criando um mapa base. A segunda fase, seria a do mapeamento com os ciclistas nas ruas e iria começar agora. Iria…

Ocorre que o novo Secretário de Esportes, o senhor Bebetto Haddad, enviou para o Cebrap uma carta pedindo o cancelamento do convênio para a criação do mapa, isso sem sequer pagar a primeira parcela. O mesmo novo secretário que estava no lançamento da expansão da Ciclofaixa de Lazer e que em seu discurso disse que manteria todos os projetos pró bicicleta que seu antecessor havia criado. Ou seja, o Projeto Clube Escola de Ciclismo, a Ciclofaixa de Lazer e o Mapa de Rotas.

Ontem eu confirmei essa barbaridade e fiquei sabendo que o pessoal da Secretaria de Transportes, capitaneado pelo Secretário Marcelo Branco, estavam trabalhando para passar o convênio para a Secretaria de Transportes. Obviamente que desde o início, o ideal é que esse projeto estivesse em Transportes, mas a briga por esse mapa é antiga, vem da época do ex Secretário Alexandre de Moraes. O próprio Walter nos ajudou a tentar com que esse mapa fosse feito por Transportes, mas como estava complicado para convencer o antigo secretário, o Walter achou melhor tocar em sua secretaria, até porque, depois que o mapa estivesse produzido, esses dados seriam colocados a disposição da população, seja para a prefeitura criar um sistema cicloviário ou até mesmo para o Google Maps (por exemplo) usar essa base para traçar rotas para ciclistas, como já fazem em diversas cidades americanas e européias.

Quando o Marcelo Branco assumiu, apesar de ter mudado (para melhor) a forma de como a bicicleta era tratada na Sec. de Transportes, para não atrasar ainda mais os trâmites burocráticos, todos acharam melhor seguir com o convênio junto a Sec. de Esportes que já havia percorrido todos os trâmites burocráticos, tanto é que o André Castro, representando a Secretaria de Transportes, acompanhou a assinatura do convênio.

Agora com esse pedido de cancelamento feito por esse novo Secretário de Esportes, mesmo se Transportes consiga passar o mapa para sua pasta, com certeza todo o programa sofrerá atraso. Se o convênio não for cancelado, o mapa deve ser finalizado em setembro desse ano. Já se a única saída for a mudança de pasta, pode ser necessário uma nova licitação e com isso o projeto nem saia até o final da gestão.

A única solução que existe é que esse Bebetto Haddad, volte atrás e dê continuidade ao convênio. Não tenho a menor idéia do que o motivou a cancelar esse convênio e com essa atitude tenho até medo que ele acabe cancelando tantos outros bons projetos que hoje existem na Secretaria de Esportes, como os Clubes Escolas ou até mesmo a Ciclofaixa de Lazer.

Aproveitando, na quinta feira (dia 14 as 18h00), o principal debate do dia no Seminário para Melhoramentos Cicloviários promovido pelo Instituto CicloBR é justamente para debater as Ciclo-Rotas, onde teremos o pessoal de operação da CET, explicando como eles criaram as ciclo-rotas do Brooklin e também o pessoal do Cebrap, representado pelo Leandro Valverdes, que iriam explicar como estava sendo o andamento desse mapeamento, que atualmente está parado devido essa indefinição. A idéia desse post justamente hoje é que até o dia do Seminário já tenhamos uma posição.

Fica o aviso, primeiro ao Prefeito Gilberto Kassab, para ao menos “combinar” com seus secretários para todos falarem a mesma lingua. Não adianta ele dizer que está trabalhando para melhorar a vida dos ciclistas enquanto um secretário faz o contrário, trabalha contra nós. Ao Secretário Haddad, gostaria muito de ouvir a sua justificativa do porque ele cancelou o convênio, realmente fiquei bem curioso e hoje tenho até medo de saber quais serão suas próximas atitudes.

E finalizando quero colocar os pingos nos “i”s e deixar um agradecimento público pelo empenho do atual Secretário de Transportes Marcelo Branco e sua equipe, pois desde que assumiu, não só se preocupou em ouvir os ciclistas, como já está realizando diversas ações na linha do que sempre defendemos. Lembro que participei de um evento com o Ex Secretário Alexandre de Moraes, onde ele dizia o seguinte:

Há medidas para ampliar a segurança, mas não implantamos pois prejudicam o trânsito

Já no Seminário que ocorreu no dia 12 de julho de 2011, no Sesc Pinheiros com a participação do David Byrne, eu e centenas de pessoas que lotavam o auditório ouvimos do atual secretário de Transportes Marcelo Branco.

“Reduzimos a velocidade das vias e apanhamos com a velha ladainha da Indústria de Multas, já está em processo a pintura de milhares de faixas de pedestres pela cidade e vamos começar a multar quem não as respeita. Isso causa alguma lentidão? Sim, mas nós optamos pela segurança”

Sim, ainda está muito longe do que gostaríamos, mas garanto que se na época em que o prefeito Kassab optou pelo Alexandre de Moraes, se tivesse optado pelo Marcelo Branco, vendo as mudanças que estão ocorrendo hoje dentro da máquina, certeza nossa situação hoje seria bem melhor. Sem falar que pela primeira vez, desde que eu comecei a me engajar nessa luta por uma cidade mais justa, vejo alguém ir além do discurso e trabalhar não só pelo ciclista mas por uma cidade onde a segurança das pessoas vem bem antes da fluidez.

Apesar dessa presepada do Secretário de Esportes Bebetto Haddad, tenho certeza que estamos no caminho certo e muito em breve começaremos a sentir os benefícios de mudanças efetivas, mas fica o recado. Não vamos aceitar calados qualquer tentativa de retorno a trajetória antiga e é necessário muito mais do que um discurso vazio em um palanque para convencer essa galera do pedal.

André Pasqualini

7 thoughts on “Secretário de Esportes cancela o convênio para a criação do Mapa de Ciclorotas

  1. Simon

    Hello

    I am British, an enthusiastic cyclist and I moved to Sāo Paulo two months ago. I have started to learn Portuguese, but please forgive me for writing in English. I used to cycle to work in both London and Leeds when I was living in these cities. I am also interested in sustainability and have my own blog at http://www.transitionconsciousness.org.

    My girlfriend is Brazilian, and I was saying to her that I have many ideas about cycles in Sāo Paulo. It is not just Lonson where we have a transport policy that includes bicycles. We have a national network of cycle routes that covers the entire UK. Many of these routes are signposted, and take cyclists along roads that have very little traffic (cars and lorries). I said to my girlfriend that I noticed that although the traffic in Sāo Paulo is terrible, there do seem to be a large number of residential roads that do not have much traffic, and that it would not cost much money to map out and signpost a number of cycle routes to help cyclists find a safe and easy route across this city.

    I saw a debate on television with Thiago Benicchio who was talking about solutions. I was trying to find people in Sāo Paulo like yourself to discuss these ideas, and then I found your article saying that this idea had already been though of, but had been cancelled.

    What a shame.

    Are there any groups that I can get involved with? I do not yet have a bike in Sāo Paulo, and I have recently had an operation on my knee, but hope to be cycling very soon.

    Thank you for this very interesting article which I read with the help of my girlfriend.

    One other thing, I would welcome an article by you, in Portuguese, about cycling in Sāo Paulo, if that would be of interest to you.

    Um abraço

    Simon
    http://www.transitionconsciousness.org

  2. JULIO CESAR

    O mais engraçado é que o Sr Bebeto no dia da inauguração da ciclofaixa da Roberto Marinho vestiu a camisa e disse que viria mais melhorias ai,to vendo as melhorias,agora todos nós queremos saber o porque da decisão de cancelar o convenio.Esse cara deve ter o mesmo pensamento de muitos por ai que bicicleta é na calçada ou em parques.EU QUERO ANDAR NA RUA PÔ.
    Parabeens André pela luta.
    Estamos de olho.
    Abs

  3. Fabricio Semmler

    É pessoal, temos muita luta pela frente antes de vermos a bicicleta aceita como meio de transporte pela maioria…
    To escrevendo meu e-mail aqui pro Sr. Secretário.

    E Sr. André Pasqualini, quero que saiba que seu trabalho em prol das bicicletas e dos bicreteiros tem sido uma grande inspiração pra mim, que antes tinha tanto medo de ser atropelado por aí. Muito obrigado!

  4. Anderson Araujo

    Olá Bicicreteiro,

    Que absurdo isso!!! Oq podemos fazer para tentar reverter isso?

    Como podemos entrar em contato com o secretário?

    Precisamos nos mobilizar e não deixar cancelarem esse excelente projeto!!!

    Abç

    1. bicicreteiro

      Tem que repercutir galera, o melhor como disse é que esse secretário volte atrás, mas cabe até Bicicletada até a Sec de Esportes para saber o que o levou a fazer esse absurdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.