A história das Ciclovias Holandesas

Canso de ouvir que em São Paulo não dá para andar de bicicleta. Quando me dizem isso me questiono se sou uma pessoa comum ou um super-heroi.

Canso de ouvir que é impossível ficar sem carro em São Paulo e principalmente que aqui não é a Holanda com suas milhares de ciclovias e trânsito harmonioso. Quando me dizem que aqui não é a Holanda, eu respondia que anos atrás, a situação da Holanda não era muito diferente da nossa, mas poucos acreditavam, até porque era complicado comprovar.

Foi quando assisti no blog do Vá de Bike essa maravilha, um documentário produzido e narrado pelo Joni Hoppen, da Holland Alumni Network, explicando com detalhes a história do surgimento das Ciclovias Holandesas. Impossível assistir o vídeo e não fazer um paralelo com a situação que vivemos.

Se mesmo após assistir esse vídeo, você continuar é achando impossível minimizar o papel dos carros em nossa sociedade, aí vou ter que achar que você tem um poço de petróleo na Bacia de Campos, só pode ser.

4 thoughts on “A história das Ciclovias Holandesas

  1. Paulo Hamilton

    Oi André!
    Maravilha de post, maravilha mesmo. Só pra você se lembrar de mim, sou o Paulo Hamilton, pai do Vicente. Nos conhecemos do X encontro de cicloturismo.
    Gostaria de dizer que a experiência aqui no Rio está comprovando a tese de que se as ciclovias, ciclofaixas e demais incentivos do governo acontecerem, os ciclistas aparecem. Uma série de políticas de governo que estão sendo tomadas aqui no Rio estão de fato fazendo aumentar e muito o número de ciclistas nas ruas. Eu voltei a pedalar pra valer há coisa de cinco anos atrás e quantidade de ciclistas nas ruas vem aumentando de forma exponencial neste período. Pra se ter uma idéia, a Bicicletada carioca há dois anos atrás levava para as ruasnão mais que seis ou sete pessoas (eu participei de três delas) hoje são mais de cem pessoas.
    É possível sim construírmos metrópoles mais voltadas para as pessoas, menos poluídas e mais seguras. Basta querer.
    Abs!

  2. Paulo Ciclista

    A força política em prol do transporte rodoviário devia ser muito poderosa no Brasil. Basta lembrar que isso aniquilou um outro ótimo meio de transporte: o trem. Se tiver trem não vai todo mundo andar de trem? Coloquem ciclovias nas rotas importantes e todo mundo vai andar de bicicleta!

  3. Ukuk

    A Holanda já tinha um contigente enorme de ciclistas. No Brasil, pouquíssimos querem fazer o esforcinho de pedalar. A maioria quer mesmo é ir à padaria de carro. Até vermos grandes protestos de ciclistas, precisamos martelar as vantagens da bike na cabecinha do povo.

    1. bicicreteiro

      Discordo. O Brasil é o terceiro mair fabricante de bicicleta do mundo, atrás apenas da China e India, mas com uma grande diferença. Todas as bicicletas que produzimos é consumida aqui, diferente desses outros dois países, grandes exportadores.

      Basta sair pelo Brasil e veremos que as cidades ainda não for dominadas pela cultura carrocrata, ainda são infestadas de bicicletas. A bicicleta era uma realidade em Sao Paulo da mesma forma que era na Holanda. Meu avô usava a bicicleta como meio de transportes. Portanto esse vídeo vale sim para a nossa realidade.

      O problema é que lá eles tinham como motivação reduzir a dependência do petróleo. Já o Brasil tem como preocupaçao, queimar o petroleo que estao arrancando do pré-sal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.