Como foi o treinamento dos Motoristas de Recife e Maceió

Em junho de 2009, em parceria com a SPTrans, André criou um treinamento para ser repassado aos motoristas de ônibus da cidade de São Paulo. A motivação para a criação do treinamento foi o elevado número de mortes de ciclistas na cidade, enquanto 23 ciclistas morreram em colisões com os quase 6 milhões de carros, 28 ciclistas perderam a vida em colisões com os 15 mil ônibus da cidade.

Todo ciclista que se aventura pelas ruas brasileiras, apesar de saber que motoristas (irresponsáveis) de carros de podem nos colocar em risco, sabemos que em uma colisão com veículos maiores, nossas chances de vir a óbito são imensas.

Graças a essa parceria com a SPTrans, esse treinamento foi repassado para 30 mil motoristas de ônibus e os resultados foram imediatos. Nos anos seguintes ocorreu uma redução de quase 70% nos acidentes fatais de ciclistas em colisões com ônibus.

Em 2014 o treinamento recebeu uma segunda versão e foi repassado para 2500 motoristas de ônibus das cidades de Recife e Maceió. Já para o ano de 2016 existe uma expectativa de que uma nova versão do treinamento seja novamente repassada para os motoristas de São Paulo, dessa vez atingindo aproximadamente 60 mil motoristas.

Durante nossa passagem pelas capitais, levaremos esse treinamento, não apenas capacitando os Motoristas de ônibus urbanos, mas também buscando capacitar ciclistas para que eles possam dar continuidade ao treinamento em suas cidades.

O treinamento visa sensibilizar o motorista de ônibus e mostrar o quanto seu papel é importante para mudar uma lógica perversa que existe em nosso trânsito, onde os mais fortes usam sua força para oprimir os mais fracos. Se existisse uma “cadeia alimentar” do trânsito, em sua base estariam os ciclistas e pedestres, os mais fracos dessa cadeia e consequentemente as maiores vítimas do trânsito brasileiro. Já no topo estão justamente os motoristas de ônibus, que durante o treinamento são incitados a usar sua força, não para se impor, mas sim para proteger os mais fracos.

Os ciclistas capacitados continuariam proferindo as palestras na cidade após nossa partida, com o direito de emitir certificados e alimentando um banco de dados com todos os motoristas já capacitados. Dessa forma, ao final da viagem, poderemos saber quantos motoristas de ônibus foram capacitados durante nosso treinamento. Abaixo você pode conferir o vídeo que apresentamos aos motoristas durante o treinamento.

Caso você queira se capacitar quando passarmos pela sua cidade, entre em contato e nos ajude a chamar atenção ao treinamento quando estivermos por aí.