/* */

Prezado André;

Assim como outros empreendimentos de São Paulo, o Center Norte está buscando se adequar ao crescente uso de bicicletas na cidade.

As cancelas automatizadas reconhecem exclusivamente um tipo de veículo. Por isso, cada veículo tem sua área de circulação e estacionamento específicos no Shopping; sempre pensando num bom atendimento e segurança de todos.

Contamos com um bicicletário, localizado ao lado do estacionamento exclusivo para motos. E outro deve ser inaugurado, em breve, para melhor atender a demanda de todas as nossas portarias.

Ciclistas são bem vindos!

Permanecemos à disposição.

Valéria Goes

SAC
Atendimento ao Cliente

Horas depois da publicação do post Bikefobia, entenda essa doença, recebi um contato da Valéria do Center Norte. Ela deu a versão do Shopping, pediu desculpas pelos transtornos a que fomos submetidos, disse que os funcionários seriam orientados, mas principalmente, pediu nossa ajuda para que o estabelecimento esteja mais preparado para receberem os ciclistas.

Expliquei que no caso do Center Norte, o maior erro que eles cometeram foi, ao criar a infraestrutura do ciclista, pensarem na lógica de deslocamento do motociclista e não do pedestre. No Center Norte em especial há duas situações que eles devem levar em consideração. O primeiro é o uso do Shopping como passagem para o ciclista acessar a Decatlhon no Lar Center.

Apesar do Shopping não ter obrigação de autorizar o uso do seu estabelecimento para passagem dos ciclistas (que nem irão consumir dentro do Center Norte), é preciso lembrar que o Lar Center pertence ao mesmo grupo e como, pela própria resposta do Center Norte, eles dizem que estão tentando se adequar ao crescente uso das bicicletas na cidade, seria de bom tom que eles previssem, tanto o uso do Center Norte como passagem para o ciclista que vai ao Lar Center, como o inverso. Eu quando morei na região, por diversas vezes usei o estacionamento do Lar Center para acessar o bicicletário do Center Norte, até porque o ciclista (até mesmo os pedestres) já fazem isso, além de ser o trajeto mais curto, é também o mais seguro, já que os dois Shoppings estão rodeados por grandes avenidas, a maioria inóspitas para os ciclistas.

A Valéria me disse que é a intenção do Shopping construir outros bicicletários próximos aos acessos de pedestres, mas levando em consideração esse uso do Center Norte para acessar o Lar Center (e vice-versa), creio que isso é desnecessário. Eu manteria o atual bicicletário, trocaria as grelhas “entorta rodas” por paraciclos em “U” invertido ou em “R” e faria uma sinalização fazendo com que o ciclista que acessasse qualquer entrada do Shopping, chegasse ao bicicletário em segurança. Já imaginaram a repercussão positiva para o Shopping se eles sinalizassem com Ciclofaixas seu estacionamento? Garanto que a repercussão seria ainda maior do que a que esse post causou, só que dessa vez positiva.

Fica a dica, espero que o Shopping Center Norte use esse episódio para repensar a forma que eles tratam o ciclista e aproveitar a bola levantada e tirar proveito da situação. Além de ser uma bela (e barata) jogada de marketing, a sinalização do Shopping com Ciclofaixas acabaria colaborando com nossa causa, que é a de inserir cada vez mais a bicicleta na rotina da nossa cidade, além de torná-la cada vez mais humana, um desejo crescente do Paulistano.

André Pasqualini