/* */

ATUALIZADO EM 22 DE AGOSTO DE 2012: Se você é um ciclista iniciante e só soube agora do Desafio, leia com atenção os objetivos do Desafio e entre em contato conosco antes de se inscrever para saber se será possível você participar. Agora se você é um ciclista experiente e quer fazer parte desse grupo que descerá a Rota Márcia Prado, ainda há algumas vagas. Leia também com atenção e se nossa filosofia se encaixa com a sua, faça parte do nosso grupo.

Uma boa maneira de saber mais sobre o Desafio é participando do nosso grupo de discussão no Facebook, clique aqui e faça parte.

O Desafio Bicicletas ao Mar é um evento que tem como objetivo principal, introduzir ciclistas iniciantes no mundo do Cicloturismo, levando-os a percorrer a Rota Cicloturística Márcia Prado, que liga São Paulo a cidade de Santos. Preparamos uma série de eventos e treinos para que qualquer ciclista consiga ganhar condicionamento e resistência para chegar ao mar apenas com as forças das próprias pernas.

Contando um pouco da história do Desafio, no início de 2012 pedalava com umas amigas pela Ciclofaixa de São Paulo e durante a pedalada comentava sobre minhas aventuras e sobre a história da Rota Márcia Prado. Ao saber da possibilidade de chegar pedalando até litoral, elas disseram que adorariam pedalar até Santos mas não acreditavam ser possível, foi quando lancei o desafio:

“Escolham uma data, daqui a pelo menos um mês, que eu as treino e todas chegarão a praia”

Não demorou e elas marcaram a data, dia 15 de abril de 2012, mas resolvi aumentar o meu desafio, então publiquei em meu blog o Desafio e convidei quem quisesse participar. Organizei treinos noturnos as terças e quintas, além de passeios mais longos em todos os domingos que antecediam o Desafio. O resultado?

Cerca de 200 ciclistas, entre iniciantes e experientes chegaram à praia. Todos que participaram dos treinos com regularidade, venceram o Desafio o que motivou a mim e a vários outros ciclistas a promoverem o Segundo Desafio.

Como e quem pode participar?

Para participar é simples, primeiro você terá que acessar a página do evento no Yubi. Lá você acessará todas as informações sobre o Desafio e fará a sua inscrição. Vamos cobrar uma taxa de R$50,00 por inscrição, que dará direito a uma planilha de treinamentos e uma camiseta do evento. Acesse o link abaixo para fazer sua inscrição.

http://2dbm.yubi.me/

O objetivo do Desafio é o de levar ciclistas iniciantes ao mar, se você é iniciante, inscreva-se e participe dos treinos. Se você é experiente, inscreva-se também e se junte a massa de ciclistas que estará disposta a ajudar a levar os ciclistas iniciantes ao mar. Lembre-se que um dia você foi iniciante.

Mas porque cobrar?

Com base na experiência do primeiro Desafio, sentimos a necessidade, primeiro de uma sinalização por toda a Rota. A falta de sinalização trouxe problemas pois poucos conheciam perfeitamente o caminho, o grupo acabou se dispersando e alguns até se perderam. Mas sinalizar a rota tem um custo, pois serão mais de 100 quilômetros de vias sinalizadas e o dinheiro da venda dos kits será para fazermos essa sinalização.

Apesar de todos os ciclistas iniciantes que participaram dos treinos, terem realizado a viagem sem maiores problemas, ocorreram pequenas quedas e até sérios problemas mecânicos com alguns ciclistas e sentimos falta de uma infraestrutura que nos garantisse maior tranquilidade. Portanto usaremos o dinheiro da venda dos kits para contratar ambulâncias e até termos a disposição carros de apoio para o caso de emergências se necessário.

Pretendemos também espalhar durante o trajeto alguns pontos de apoio para dar suporte físico e mecânico aos ciclistas. Vamos também convidar ciclistas do coletivo Bike Anjo para auxiliarem os ciclistas iniciantes durante a viagem e se sobrar dinheiro, pretendemos dar uma ajuda de custo para cada um.

Também faremos camisetas para os participantes com cores diferenciadas para os ciclistas iniciantes e os experientes. Isso irá facilitar, tanto os ciclistas experientes, como o pessoal da equipe de apoio, a darmos suporte a esses ciclistas. Claro que tudo isso vai depender de atingirmos um número mínimo de pagantes, o mais importante é que com dinheiro conseguimos dar um suporte melhor para os ciclistas.

Mas e os pipocas?

Não haverá como impedir os ciclistas que não pagaram, de percorrerem a rota no dia do evento e nem temos essa intenção, até porque utilizaremos as vias públicas e todos têm o direito de se deslocarem quando e como bem entenderem. Entre os pipocas haverá dois tipos de ciclistas, aqueles experientes, que não tem dinheiro (ou não acham justo pagar), mas querem pegar carona na massa e os que serão atraído pela informação de que o pedal é para iniciantes, mas que só saberão do Desafio na véspera do evento. O primeiro tipo de pipoca, por mim pode ir numa boa, a diferença é que a galera de apoio dará uma atenção maior aos ciclistas que pagaram e principalmente os iniciantes que treinaram, aliás o foco de todos serão esses ciclistas.

Já aqueles iniciantes que ficaram sabendo do evento na última hora, no dia do evento irei aconselhá-los a participarem do próximo desafio pois não acompanharemos os ciclistas sem uniforme que ficarem para trás, até mesmo para não prejudicar os ciclistas que fizeram toda a preparação, uma questão de justiça. Dificilmente esses ciclistas irão insistir, mas ficarão atentos para participarem do próximo desafio.

Mas porque um ciclista experiente tem que pagar?

Primeiro para ajudar na infraestrutura do passeio que também será utilizada por ele, pois não é simples sinalizar 100 quilômetros de Rota. São necessários uns dois dias percorrendo o trajeto, inúmeras placas, planilhamento da rota, além de toda infraestrutura de apoio que em caso de necessidade, qualquer ciclista, seja iniciante ou experiente, irá utilizar.

Mas nesse dia, precisaremos dos ciclistas experientes até mesmo para ajudarem os iniciantes. Se você é daquele ciclista que faz seu pedal solo e não gosta de ajudar os novatos, esse não é o seu pedal, sugiro que nem compre o kit. Agora se você é como nós, que também quer ver cada vez mais ciclistas pedalando pelas ruas e não mede esforços para ajudar outro ciclista a pedalar, sua presença é super importante, tanto durante essa etapa de preparação e até mesmo durante a viagem. Além do mais, você receberá uma camiseta bem bacana e exclusiva, do Desafio, que por si só já valeria o investimento.

Sou iniciante, será que eu consigo?

Se você se preparar a resposta é SIM! Dos 200 ciclistas que participaram do último Desafio, metade nunca haviam realizado uma Cicloviagem e todos que participaram dos treinos chegaram a praia. Portanto programe-se, treine e vença seu desafio.

Hora de começar a treinar, quando começa?

Os treinos se iniciaram no dia 22 de julho de 2012 e programamos uma série de 17 treinos até o dia do Desafio. A hora de testar seu condicionamento é nesses treinos e a partir de então pensar em encarar o Desafio. Veja o cronograma de treinamentos que restam até o Desafio e participe de algum treino para avaliarmos sua condição.

http://2dbm.yubi.me/calendario_de_treinos.html

Restam apenas 4 treinos sendo 3 durante a semana um um de domingo.

26 de agosto (domingo) – Sorocaba via São Roque: Uma rota bem mais bonita que a inóspita Castelo Branco, mas com um maior nível de dificuldade, uma verdadeira prova final para os desafiantes.

Abaixo confira os relatos dos demais treinos.

29 de julho (domingo) – Templo Zu Lai: Um pedal até o famoso templo Budista em Cotia, trajeto curto para quem voltar de trem (50 km) e médio para quem voltar pedalando (80 km). Leia o relato.

05 de agosto (domingo) – Ciclovias e Ciclofaixas: Percorrendo todas as Ciclofaixas de Lazer da cidade e suas maiores ciclovias, como a do Parque Ecológico do Tietê, da Radial Leste e a Ciclovia da Marginal Pinheiros. Leia o relato.

12 de agosto (domingo) – Solo Sagrado: Belíssimo templo da igreja Messiânica que deve ser conhecido por todas as pessoas, independente de religião. No caminho ainda passaremos pelo Parque da Guarapiranga. Leia o relato.

19 de agosto (domingo) – Paranapiacaba: Ao se aproximar da data do Desafio aumentamos o nível de dificuldade. Nesse pedal o ciclista irá percorrer boa parte do início da Rota Márcia Prado, um ótimo aquecimento para o dia do Desafio. Leia o relato.

Uma boa dica é entrar para o nosso grupo de discussão no Facebook, faça parte e tire suas dúvidas sobre o Desafio.

André Pasqualini

Veja todos os links relevantes referentes ao Desafio Bicicletas ao Mar

Página para a inscrição no Desafio

Página do evento no Facebook

Grupo de discussão do Desafio Bicicletas ao Mar no Facebook

Página com o calendário dos treinos

Post no Bicicreteiro com dicas para descer a Rota Márcia Prado